domingo, 18 de janeiro de 2015

Amem-se uns aos outros

É engraçado como, de tempos em tempos, eu sinto uma necessidade de voltar a escrever neste blog, não sei bem explicar o porque, mas sinto como se fosse um dever que eu, por conta da correria da vida, acabo deixando de lado, nunca esquecido, mas tempo de me debruçar sobre os teclados e deixar Deus falar através de mim.

Há alguns dias tivemos um massacre no jornal francês Charlie Hedbo, não pensem que quero alavancar meu blog com esta notícia, ainda mais que tudo já foi falado, críticas tanto aos terroristas, quanto ao tipo de matéria que era veiculada por este jornal. Também fiz minhas considerações sobre tudo em resposta a outra pessoa que dizia em um post no Facebook: "Je suis Charlie" que quer dizer "eu sou Charlie", mas como eu disse, não vou aqui tecer nenhum comentário sobre esse episódio, realmente triste da história mundial, desastroso em seu início, meio e fim, como uma tragédia anunciada vemos um jornal tomar o caminho do escárnios religioso, que recebe protestos pacífico em frente ao seu jornal, é processado pelo que faz e nada acontece, e por fim acaba acontecendo o que aconteceu. Sou totalmente contra qualquer ato de violência, principalmente com tamanha desproporção de forças, mas imagine você sendo achincalhado e não ter voz contra alguém que dia após dia fala mal de você e ao falar com quem se entende ser a pessoa que irá te ajudar, este prefere fingir que nada vê?

O meu mandamento é este: Que vos ameis uns aos outros, assim como eu vos amei. 
(João 15:12)

Imaginem como seria o mundo se todos praticassem esse ensinamento do Cristo, se antes de praticarmos algo, se antes de escrevermos algo, nos colocássemos no lugar do outro. Muitas vezes nos perguntamos como chegar a estatura do varão perfeito? Como nos assemelharmos ao modelo de Cristo? Acho que esse versículo chega bem perto do que precisamos ser.

Nessa primeira postagem neste blog, é essa mensagem que quero deixar para nós, se coloque no lugar do outro, imagine o que sente o outro com a sua atitude, imagine se você gostaria que fosse com você. Parece ser tão simples, talvez este texto seja até visto como um texto bastante simplório, coisa de amador ou de iniciante, mas lembremos que Jesus falou que precisamos ser como crianças para receber o Reino de Deus.

Bem, aqui vou terminando esta primeira postagem de 2015, espero que a primeira de muitas, ainda bastante enferrujado, mas disposto a falar de Deus de uma maneira simples e direta. Aproveito para compartilhar com os irmãos, que no final de 2014 conclui o seminário e em 08/05/2014 fui ordenado pastor da Igreja Episcopal Carismática do Brasil, da qual faço parte. Deus nos abençoe.


Graça e Paz, que o exemplo de Jesus Cristo nos inspire a sermos pessoas melhores.

Bruno Freitas (Carioca)
Servo inútil / Pastor / Dentista